quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Amor Ágape

Fundamentado no Ágape


O que você faria se um casal lhe dissesse: “Depois de 18 anos de casados, nós simplesmente não nos amamos mais”. Você sugeriria que se divorciassem? Que dessem um tempo? Não, nada disso, porque Deus tem outra alternativa: o caminho do “ágape”.
O papel do marido é amar. Não é uma opção, mas uma ordem. O amor não está condicionado à aparência, atitude, ou comportamento da esposa.
Infelizmente, há uma confusão geral sobre o papel do marido e da esposa. E se há confusão sobre o papel de cada um no lar, há maior confusão ainda sobre o que é amor.
Se há um elemento que, mais do que qualquer coisa, pode salvar os nossos casamentos é o amor de Deus, o amor “ágape”. Foi este amor mencionado por Jesus em João 3:16: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu...” A primeira característica deste amor é DAR.
Um casamento que está fundamentado no amor “ágape” pode sobreviver a qualquer tempestade ou crise que a vida trouxer. Por quê? Porque está ligado à fonte eterna e poderosa que pode continuar operando quando todos os outros amores se acabarem. Deus é amor!
“Maridos, ame cada um a sua mulher, assim como Cristo amou a igreja e entregou-se por ela... (Efésios 5:25)
PENSE NISSO:
Deixe o amor de Deus não só entrar, mas transbordar cada área de sua vida conjugal. Deixe-se encharcar com o amor “ágape”.
Jaime e Judith Kemp
(Devocional para Casais, ed. Hagnos)



Um comentário: